Volta ao índice inicial

ABRIL / 2003

 

24 de abril de 2003 - 19:30 horas


Versos à boca da noite

Milton Andrade

  O presente espetáculo se fundamenta numa colagem de poemas de nove poetas brasileiros, constituindo-se numa verdadeira antologia do nosso modernismo. Não se trata, entretanto, de um recital, mas de um verdadeiro espetáculo de teatro, colocando o ser humano em face da morte, uma das maiores preocupações dos nossos homens de letra.

O personagem central, um velho poeta, de repente, se encontra com a morte e é sob o impacto dessa visão que faz um balanço de sua vida através de um mergulho no passado, interrompido de quando em vez pela presença da "indesejada das gentes"

Os autores desse espetáculo são os mais representativos da nossa literatura poética, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Mário Quintana, Vinícius de Moraes, Cassiano Ricardo, Raul de Leone, Humberto de Campos e de nossos contemporâneos, ainda vivos, Thiago de Mello e Hilda Hilst.

A encenação, dirigida por Marcelo Gianini, dura exatamente 50 minutos e é dirigida a todos aqueles que gostam de poesia ou interessados em literatura.

Antes da encenação, enquanto vai preparando a cena, Milton Andrade costuma dirigir-se ao público, ressaltando o valor da palavra como principal invenção do ser humano e tecendo comentários acerca das maneiras pelas quais a literatura toma para si a palavra escrita. Depois da encenação, se houver interesse, o ator se coloca à disposição para debates com a platéia, já que o espetáculo, baseado numa linguagem metafórica, costuma levantar questões as mais diversas.

Estreada em agosto de 2.000, o espetáculo ficou em cartaz por 3 anos consecutivos nos palcos dos hotéis Renaissence e Hilton, em São Paulo.e, depois dessa longa temporada, vem sendo encenado eventualmente em diversas cidades.

Volta ao topo

Conversa de Livraria

26 de abril - sábado - 17 horas

Lançamento do nº 2 da revista CACTO

 
Conversa de Livraria com Eduardo Sterzi e Tarso de Melo, editores da revista Cacto.
 
Cacto nº 2
 
Poesia brasileira
Age de Carvalho, Duda Machado, Donizete Galvão, 
Fabio Weintraub, Glauco Mattoso, Cláudio Nunes de Morais
 Maria Esther Maciel, Ronald Polito, Edivaldo Teixeira
Leandro Sarmatz, Micheliny Verunschk, Júlio César de Abreu e Silva
André Vallias, Ricardo Rizzo, Jean de Oliveira Ferreira
Kleber Mantovani, Prisca Agustoni, Danilo Monteiro
Veronica Stigger e Eduardo Sterzi
 
Poesia traduzida
Paul Valéry, por Cláudio Nunes de Morais
Rose Ausländer, por Irene Aron
Ingeborg Bachmann, por Vera Lins
e Friedrich Frosch
Virgilio Piñera, por Pádua Fernandes
Jorie Graham, por Arthur Nestrovski
Joan Navarro, por Eduardo Sterzi
Marcel Proust, por Carlos Felipe Moisés
 
Documento
Tradução de uma entrevista
com Stéphane Mallarmé
 
Ensaios de
Benedito Nunes, Ronald Polito
Vera Lins e Tarso de Melo
 
Dossiê Poesia Argentina Contemporânea
(organizado por Aníbal Cristobo)
Patricio Grinberg, Carolina Jobbágy
Hernán La Greca, Ximena May
Santiago Pintabona
 
Entrevistas
Age de Carvalho
Carolina Jobbágy
 

Exposição de Pintura e Desenho

Caminhos de memórias

Constança Lucas

12 de Abril - sábado - 17 horas

Constança Lucas  Título: Leremos
acrílica sobre tela - 1 metro X 1 metro - 2002/2003

Constança Lucas nasceu em Coimbra, em 1960 e cursou até o colegial em Portugal. Passou a viver em São Paulo no fim da década de setenta, onde fez Licenciatura Plena em Artes Plásticas na FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Pós-Graduação em Artes na ECA - Escola de Comunicações e Artes  - USP.

Fez diversos cursos de artes plásticas, literatura, fotografia e de história da arte, em museus e instituições culturais.
Viveu em Lisboa de 1988 a 1992, onde realizou algumas exposições de pintura e desenho, 
coletivas e individuais.
 Também desenvolveu a pintura em azulejos
 e trabalhos na área de artes gráficas.

Tem participado de várias exposições coletivas desde o início da década de oitenta em diferentes países
 (Portugal, Espanha, Bélgica, Checoslováquia, França, Hungria, Itália, Japão, Argentina, Alemanha, Austrália e Brasil). Realizou diversas exposições individuais em Portugal e no Brasil.
É autora de inúmeros desenhos publicados
 em jornais, revistas e livros.

Atualmente vive e trabalha em São Paulo. Desenvolve o seu trabalho em pintura, desenho, gravura, aguarela e infografia.

http://www.constancalucas.dialdata.com.br

Volta ao topo

Curso de História da Arte

 

Começo: 14 de abril de 2003

HISTÓRIA DA ARTE MODERNA

Curso a ser ministrado por Luiz Roberto Lopreto 

(professor, artista plástico, ator)

 

Início do curso: 14.4.2003

Duração do curso: 32 horas

Turma 1: segundas-feiras, das 14 às 17h

Turma 2: segundas-feiras, das 19 às 22h

 

Local: Alpharrabio Livraria e Editora

Rua Eduardo Monteiro, 151 

(travessa da Av. Portugal, alt. n° 1.000) – Santo André – SP

Inscrições Abertas: no local, pelo telefone 4438-4358 ou alpharrabio@alpharrabio.com.br

Curso modular que abrange o período do final do século XIX à Segunda Guerra, onde vemos a Arte Moderna propriamente dita. Tanto pela forma como pelo conteúdo, este programa cumpre o transcurso histórico das artes de maneira multidisciplinar, inter-relacionando, pintura-poesia, poesia-dança, escultura-pintura, desenho-poesia e todo complexo interdisciplinar criado pelo Modernismo na inclusão das Poéticas.

Apresentando o contexto cultural das épocas através das ciências, história, literatura, teorias políticas, social e filosóficas, vemos com amplitude as transformações que moldaram o século XX e com ele as criações artísticas.

 

PROGRAMA

  1. IMPRESSIONISMO – Manet, Degas e Renoir;
  2. PÓS-IMPRESSIONISMO – Paul Cézanne e Vicent van Gogh e Mallarmmé;
  3. SIMBOLISMO – Gauguin;
  4. EXPRESSIONISMO – Emil Nolde, Oskar Kokoschka, Kirchner, Franz Marc, Vassily Kandinsky e Paul Klee;
  5. FAUVISMO – Henri Matisse e Maurice de Vlaminck;
  6. CUBISMO – Georges Braque e Pablo Picasso;
  7. FUTURISMO – Marinetti, Umberto Boccioni e Carlo Carrà;
  8. NEOPLASTICISMO – Piet Mondrian e Theo Van Doesburg;
  9. CONSTRUTIVISMO – Vassily Kandinsky
  10. SUPREMATISMO – Kasimir Malevich;
  11. DADAISMO – Tristan Tzara, Jean Arp e Marcel Duchamp;
  12. SURREALISMO – André Breton e Max Ernst;
  13. ESCOLA METAFÍSICA - Georgio de Chirico;
  14. BAUHAUS – Gropius
  15. ANOS 20 - A convivência das Vanguardas
  16. ANOS 30 E 40 – ARTE ABSTRATA NÃO GEOMÉTRICA E ARTE ABSTRATA GEOMÉTRICA;

Luiz Roberto Rodrigues Lopreto 

(professor, Artista plástico, ator)

 

Graduado no Curso de Direção e Interpretação Teatral da ECA– USP, estudou Dança Moderna e Contemporânea, Afro e Clássico com Gilda Murray, estudou Desenho e Pintura com o Artista Plástico Tuneu, Graduado pela Escola de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo.

Na sua atividade profissional ministrou inúmeros cursos e proferiu palestras, dos quais destacam-se:

 

Curso de História do Teatro Moderno na FUNDACC– Caraguatatuba SP;

Curso Interpretação Para Performance na FUNDART – UBATUBA – SP;

Palestra "A Poética Multidisciplinar" no Congresso Internaciofnal de     Educação EDUCAR Center Norte – São Paulo – SP;

Curso de História do Teatro Moderno e Contemporâneo na FUNDART-Ubatuba SP;

O Teatro e a Poética na FUNDART-Ubatuba SP;

Palestra – A Poética na Educação no 12 Congresso do SINPEEM – ANHEMBI – São Paulo – SP;

Curso Geral de História do Teatro – FUNDACC – Caraguatatuba SP;

Curso "A Poética na Educação Infantil" para Professores da Rede Pública de São Paulo SP;

Curso Básico de Pintura – Caraguatatuba SP;

Palestra "A Poética nas Artes Visuais" Congresso de Professores de Educação infantil – Piracicaba – SP;

Curso de Arte Moderna e Contemporânea – FUNDART – Ubatuba SP;

Curso de Arte Brasileira – FUNDART – Ubatuba SP;

Curso de Arte Moderna e Design - do século XVI ao XX – MUBE (Museu Brasileiro de Escultura) São Paulo SP;

Curso de História Geral do Teatro – Oficinas Oswald de Andrade – São Paulo SP;

Curso de História Da Arte Moderna – CCBEU – São Vicente SP;

Curso de Arte Moderna - Casa do Olhar e da Palavra – Santo André SP;

Curso de Arte Contemporânea, Casa do Olhar e da Palavra, Santo André SP;

Curso de Arte Moderna e Contemporânea – MUBE – São Paulo SP;

Curso Livre de Arte Contemporânea, Bienal de São Paulo, São Paulo SP;

  Curso de Pintura e História da Arte no Museu de Arte Contemporânea (MAC) da Universidade de São Paulo – São Paulo SP;

Curso de História da Arte Moderna – Centro Cultural São Paulo – São Paulo SP;

Curso de História da Arte Contemporânea – Centro Cultural São Paulo – São Paulo SP;

Curso de História da Arte – Colégio Objetivo – Paulista e Morumbi – São Paulo SP.

  Como artista, constam de seu histórico, inúmeras exposições, individuais e coletivas, destacando-se:

 

Exposição Coletiva – Galeria Olívio Guedes – São Paulo Sp;

Exposição Individual "A Poética na Cor" Pinturas – NEXT (Núcleo Experimental de Teatro – São Paulo SP;

Exposição Individual de Aquarelas – FUNDART – Ubatuba SP;

Exposição Individual com Pinturas, Desenhos e Objetos no Mr. Fisch – São Paulo SP;

Exposição Individual com Pinturas – Embaixada Mineira – São Paulo SP;

Exposição Individual, com Pinturas, Desenhos e Objetos –  Espaço Columbia São Paulo SP;

Participa com Pinturas da Exposição Coletiva – Galeria Ana Maria Niemeyer – Rio de Janeiro RJ;

Exposição Individual com Pinturas, Desenhos e Objetos – Galeria Augosto-Augusta – São Paulo SP;

Exposição Individual, com Pinturas e Objetos – Paulo Figueiredo Galeria de Arte – São Paulo SP;

Exposição Coletiva "Geométricos Brasileiros" – Orlando Beca, Rio de Janeiro RJ;

Salão de Arte Contemporânea de São Paulo – São Paulo SP

Volta ao topo

Duo Myosotis

09 de abril - quarta-feira - 20 horas

 

Duo Myosotis

Formado pelos jovens músicos Leandro Alvarenga, 21 e Tati Helene, 20.

Leandro Alvarenga (violonista e compositor) já na infância tocava violão popular e o início de sua carreira se deu com a participação em bandas de MPB. Seus estudos de violão erudito começaram com Naldo Campeoli e este ano está se formando bacharel em violão erudito sob a orientação de Sidney Molina, seu professor a quatro anos na FAAM (Faculdade de Artes Alcântara Machado). Há 3 anos vem estudando composição com Rodrigo Vitta e hoje quem o orienta é Ricardo Rizek, tendo já escrito mais de 140 peças para diversas formações inclusive peças especiais para o Duo.

Tati Helene (soprano) desde muito pequena se interessava por música erudita. Aos 5 anos já participava de corais infantis e na adolescência iniciou seus estudos de canto lírico com Maria Thereza Souza e logo a seguir com Heloisa Petri. Hoje cursa o 3ºano de bacharelado em canto lírico sob orientação de Carmo Barbosa na FAAM.

A criação do duo aconteceu dentro da matéria Música de Câmara da faculdade, e sob o incentivo e orientação da prof. Marilia Pini tornou-se um grupo independente. As primeiras apresentações surgiram de convites para aberturas de congressos na FMU.

Em abril de 2002 receberam o 1° lugar no Concurso Bianca Bianchi do II Festival de Música de Câmara de Curitiba.

Já se apresentaram em diversos locais desde então. A convite da Secretaria de Cultura Lazer e Turismo da cidade de Serra Negra - SP participaram do Festival de Inverno em 2002. Participaram também do projeto "Música sem fronteiras",na Casa de Portugal em São Paulo e da I Mostra de Violões da FAAM ao lado de grupos como Quaternaglia e Violão Câmara Trio a convite de Henrique Pinto e Sidney Molina.

Agora em 2003, estão desenvolvendo uma pesquisa sobre música brasileira, fazendo transcrições e principalmente buscando peças originais para a formação de canto e violão.


Ingressos: R$ 10,00 (com desconto de 50% para estudantes, aposentados e professores).

Volta ao topo

O Alpharrabio (a livraria e o café)
 funciona no seguinte horário:

segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário