Volta à relação de Autores

Valdecirio 
teles veras

  
 Valdecirio Teles Veras 

 

Nasceu em Luzilândia/PI, em 1942, e reside em Santo André desde 1972, quando concluiu bacharelado pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Como advogado, sempre desenvolveu trabalho relacionado com os direitos sociais, no departamento jurídico do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC ou em seu escritório, e durante nos mais de trinta anos dedicados à advocacia tem participado ativamente das associações de classe, como presidente da Associação dos Advogados de Santo André, vice-presidente da subsecção andreense da OAB/SP, membro da Comissão de Direitos Humanos estadual da Ordem e, presidente do conselho deliberativo da Associação dos Advogados do Grande ABC.

Publicou os livros de contos Sabor Canjica e Outras Estripulias (1996), na coleção Prosas, O Milagreiro e Outro (1998), Na Trilha do Trem [Diário] (2000), Pimenta Seca [Plaquete - edição fora do comércio] (2002) e Notações [Plaquete - Coleção Mimos – edição fora do comércio] (2009) - ambos pela Alpharrabio Edições, além de participações em coletâneas, como Os Especiais (1984), Outros Contos Piauienses (1986) e a do 3.º Concurso de Contos de Franca/SP. 
Escreveu artigos de opinião para o Diário do Grande ABC, O Metalúrgico, Tribuna Metalúrgica, e assinou a coluna Cidadania na Tribuna Popular, de Santo André. Casado, é pai de três filhas.  


 

Coleção Micro
09. O Milagreiro e Outro 
Alpharrabio Edições

O Milagreiro e Outro, plaquete com 2 contos que “confirma a preferência do autor na linha estética no campo da ficção, ou seja: sempre convergente para o realismo e para a denúncia e divergente no como enfocá-los. Ora vai ao alegórico, ora vai ao anedótico. É o que se pode chamar de despiste ao correr do como dizer literário. O fulcro central, o plot, são reais e fotográficos, mas suas radiações parecem despretensiosas”.
Caio Porfírio Carneiro

Na Trilha do Trem
 
Alpharrabio Edições
(16 x 23 cm, 136 pp.)

"O imaginário do Grande ABC durante 1999 registrado e refletido por mais de uma dezena de ângulos: este é o resultado do projeto de diarização do último ano antes do tão esperado 2000, a que se dedicaram, de início, 20 agentes culturais do Grande ABC, entre escritores, jornalistas e outros, dos quais 8 concluíram integralmente a tarefa e 5, em parte.

A idéia inicial surgiu a partir da empreitada de Antonio Possidonio Sampaio, em 1992, quando se comprometeu, talvez apenas consigo mesmo, a registrar diariamente os acontecimentos culturais, políticos e de seu cotidiano na Região, do que resultou o livro ABC Cotidiano - Cotidiário, lançado no ano seguinte, cuja intenção serviu de modelo para o trabalho desenvolvido durante 1999 por outros autores.

À Alpharrabio Edições – nascida, justamente, com a publicação de ABC Cotidiano, e desde sempre comprometida a dar à luz o que de melhor produzem os escritores da Região – não poderia ocorrer motivo de maior empolgação do que ter à sua disposição um ABC retratado caleidoscopicamente em diários ficcionais, jornalísticos, memorialísticos, críticos, poéticos e tudo o mais que a comprovada e atenta criatividade desses diaristas alcançou no dia-a-dia das cidades em que vivemos."


 

Coleção Prosas
Sabor Canjica e Outras Estripulias 
 Alpharrabio Edições

Coleção Mimo
Notações 

[edição fora do comércio]

Como Comprar

Índice | Livraria Editora Biografias | Atividades Culturais