Volta à relação de Autores

Wagner
Calmon

  
 Wagner Calmon 

 

Wagner Calmon
(7.1.1939 - 25.7.2010)
 

Professor, poeta, escritor e compositor. Graduado em Letras e Pedagogia pela UNESP SJRPreto e pela FFCL CCBranco - SP, respectivamente. Roteirista musical da peça PONTO DE PARTIDA de José Eduardo Vendramini - vencedor do V Festival de Teatro Amador do Estado de São Paulo - 1967. Vencedor do I Festival de Música Popular de Tupã - 1969. Participante de Antologias de Poesia e Prosa. Autor de crônicas e poemas para Tribuna de Nova Granada - SP. Expositor de Oficinas Literárias: Prefeitura de São Paulo e Estado de São Paulo. Trabalhou como: coordenador pedagógico da EMPG Prof. Domingos Rubino - São Paulo-SP, coordenador da área de Comunicação e Expressão e do Centro de Informação e Criação da EEPSG Prof José Calvitti Filho - Santo André-SP. Compositor musical de poemas consagrados - autor e intérprete da Revista Musical Poética (1992-1993). Regente de um grupo musical pela EMPG Prof. Domingos Rubino. Autor da peça O DOIDINHO E SEUS DESVARIOS (Mário de Andrade) - diretor e compositor musical (1993). OBRAS PUBLICADAS: Histórias Infantis - Folhinha de São Paulo - 1979 a 1982. Histórias de bichos para pequenos leitores - edições esgotadas. Vamos Fazer Poemas - relatório de práticas de sala de aula. Pela Alpharrabio Edições, publicou : Pensando Poesia, 1995, Porta Sem Trinco, Baú sem Tranca, na coleção Prosas, 1996); Pipoco, Pipoca, Pipocadinhas – Com desenhos de Constança Lucas (2002); Pomarizando (2006) e Olhares por Santo André (2006).


 

 

Pipoco Pipocadinhas
Wagner Calmon (poemas)

Constança Lucas (desenhos)

Coleção Idéias de Criança

Alpharrabio Edições, 2002

 


 

A Janela dos Dias
Dalila Teles Veras

Blog Alpharrabio

Diário do Grande ABC
Coluna Memória - Ademir Médici 30.07.10

Toda Hora Tem História
Penélope Martins

PENSANDO POESIA

Alpharrabio Edições
14 x 21 cm, 68 pp. (poesia/ensaio)

"Este relato de experiências pretende sugerir trilhas a esse caminho do sensível (...) como fazem os pintores com as tintas e os escultores com a matéria manipulável".


Coleção Prosas
Porta Sem Trinco Baú sem Tranca 
Alpharrabio Edições


1. EU MESMO?

WAGNER CALMON  

Ai que drama! Eu, capricorniano, nascido no dia 7, número cheio de enigmas, saber quem eu sou? Ora, licença. Eu sou um enigma. Péssimo em contas (a tabuada sei de cor, sei lá como!), só tinha que partir para o curso de Letras, minha última chance depois das experimentações em geografia, história, ciências, vá lá etc. Belisquei algumas Artes com prazer surpreendente. Como professor de Língua Portuguesa, tive, mais que menos vezes, a compensação de que cumpri com competência a missão do ensino. Tarefa gratificante porque amo o meu idioma, corcel irrequieto, que me leva até onde nunca sonhei. Felicíssimo com ele, com sua expressão e dificuldades, jamais concordarei com os pessimistas da língua. Comecei com leituras exaustivas, redações com ou sem parabéns, poemas (em antologias de faculdade). Afeito às linguagens, consegui representar cantando para as áreas de inglês, francês e italiano e espanhol, este último cursado por paixão. Meti-me em teatro, como roteirista musical e atrevi-me fazendo peças. Foi aí que endoidei-me. Descobriram-me poeta, cronista e contista (a princípio infantil) experimental. Sei lá. 
Eu mesmo, experimentalmente adoro um texto, mas sou musica dos pés à cabeça e pouca gente entendeu essa minha ousadia criativa. O que importa é que nem eu sei o que sou!? Decidam-me, mas antes leiam os meus textos.

Como Comprar

Índice | Livraria Editora Biografias | Atividades Culturais