Volta ao índice inicial

 


M A I O    2 0 1 0

03 de maio - segunda-feira - conversa de livraria

05 de maio  - quarta - 15h - cineclube

08 de maio  - sábado - 10h30 - conversa de livraria

12 de maio  - quarta - 15h - cineclube

18 de maio - terça - 18h - lançamento

22 de maio - sábado - 10h30 - construindo leitores

31 de maio - segunda -19h - fórum

até 29 de maio - exposição - Bia Toth


03 de maio (segunda-feira) - 19:00h

Alpharrabio 18 anos
permido para maiores e menores

 

Conversa de Livraria

"A Fotografia Quebrando Tabus" – Palestra de Luiz Giope

 

A palestra abordará o trabalho desenvolvido pelo fotógrafo italiano Oliviero Toscani que atuou nas grandes revistas de moda e, entre outras, fez as polêmicas campanhas da Benetton, utilizando a fotografia como interface de comunicação dessa famosa marca.

Toscani conseguiu com seu trabalho conscientizar, informar, tocar em tabus e preconceitos que, até então, jamais ninguém ousou chegar perto. Oliviero Toscani é vivo e atuante! Assuntos atuais importantes serão abordados: consumo, bem-estar, educação, racismo, sexualidade, desperdício, ética, publicidade, moda, desenvolvimento sustentado, educação, guerra, etc.

Luiz Giope é Professor Universitário e de Ensino Médio, Graduado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo e Pós-graduado em Comunicação Jornalística pela Faculdade Cásper Líbero – S.P. Fotógrafo, Participante de várias Exposições Fotográficas

 


05 de maio (quarta) 15:00h

cineclube

 


O Cineclube Alpharrabio, que neste semestre se propõe a examinar a atuação da mulher no cinema, homenageou as atrizes Marlene Dietrich, em março, e Sophia Loren, em abril, enfoca neste mês de maio, a atriz brasileira Dira Paes.

 O Casamento de Louise

  

FICHA TÉCNICA:


Direção: Betse de Paula

Produção Executiva: Aurélio Vianna

Ano de lançamento: 2001

Duração 1h e 20min

Roteiro: José roberto Torero

Fotografia: Kátia Coelho

Câmera: Luiz Araújo

Montagem: Marta Luz

Trilha Sonora: Alex Queiroz

 


Sinopse:
Uma é violinista da Orquestra Sinfônica, em Brasília. A outra,faz das panelas verdadeiros instrumentos musicais. Uma se envaidece com o farto domínio do discurso. A outra, se destaca quando o assunto é prática. Apesar das diferenças, a patroa Louise (Silvia Buarque) e a empregada Luzia (Dira Paes) guardam algumas coisas em comum: ambas esperam ansiosamente a chegada dos amores de suas vidas, compartilham a mesma casa e data de nascimento, têm paixão pela música e se relacionam com ex-maridos complicados.

Atenção: O cineclube Alpharrabio coordenado pelo prof. Edmundo Epífanio Dias não é uma sala de cinema, trata-se de reuniões de apreciadores da 7ª arte nas quais nossos convidados são estimulados a ver, debater e refletir sobre o cinema. 

entrada franca


08 de maio (sábado) 10h


Conversa de livraria

Lançamento do livro

Curso (in)completo de filosofia (UMESP, 2010)
Autores: Daniel Pansarelli (organizador), João Regis Lima, Marcos Sidnei Euzébio, Suze de Oliveira Piza e Wesley Dourado

 
Qualquer livro que pretenda constituir-se como um curso de filosofia será sempre incompleto, dada a dinâmica da construção e interpretação dos conhecimentos filosóficos, dada a incompletude própria do ser humano. É assim, assumindo a incompletude que ensinamos filosofia: fazendo a seleção de conteúdos; procedendo a escolha das abordagens e das leituras, tanto históricas quanto temáticas; criando uma linha possível de compreensão da história da filosofia ou de suas áreas.

Por isso a ideia de um Curso (in)completo de filosofia, livro que reúne a experiência dos professores do Curso de Filosofia da Universidade Metodista de São Paulo, abordando cada uma das áreas mais tradicionais e relevantes do corpus filosófico.

Na ocasião, além de falar da filosofia e do livro, seus autores prometem pensar e discutir junto ao público presente, sobre outras expressões da incompletude: o que ainda não somos, mas desejamos; o que desejamos ao nos construir, ao construir o mundo, ao participar da construção do outro....

 

 


12 de maio (quarta) 15:00h

cineclube

 

Celeste e Estrela

 

 

título original:Celeste e Estrela

duração:01 hs 36 min

ano de lançamento:2005

direção: Betse de Paula

roteiro:Betse de Paula, Júlia de Abreu e Roberto Torero

produção:Aurélio Vianna

música:André Moraes

fotografia:Lito Mendes da Rocha

direção de arte:Sônia Paiva e Elisa Castro

figurino:Lê Brasil

edição:Marta Luz

 


Enquanto aguarda sua amada no aeroporto, Paulo Estrela (Fábio Nassar) intelectual e crítico de cinema, conta a uma recepcionista (Ana Paula Arósio) como conheceu Celeste Espírito Santo (Dira Paes), cineasta principiante, em festivais de cinema e cursos de roteiro. Celeste, muito premiada em seu curta metragem, agora quer fazer um longa histórico: Amores Impossíveis. Para isso, ela sabe que terá que mover montanhas entre o filme que ela quer fazer e o filme que é possível ser feito. Celeste se debate com professores de roteiro e com os personagens do filme em busca da sua realização. Estrela, apaixonado, mergulha com ela em tortuosas trilhas da captação e da realização cinematográfica no Brasil. 
Um autêntico triângulo amoroso, onde o cinema se intromete e também vai disputar um lugar no coração de Celeste e de Estrela.

 

Atenção: O cineclube Alpharrabio coordenado pelo prof. Edmundo Epífanio Dias não é uma sala de cinema, trata-se de reuniões de apreciadores da 7ª arte nas quais nossos convidados são estimulados a ver, debater e refletir sobre o cinema. 

entrada franca



18 de maio (terça) 18h às 21h

 

Lançamento do livro

POLICROMIA
poemas de
Jurema Barreto de Souza

 

Sobre o livro, diz Dalila Teles Veras, na apresentação do mesmo: “Não era sem tempo. Há muito Jurema devia aos seus leitores uma reunião de seus poemas publicados esparsamente ao longo das últimas duas décadas. Este Policromia dá ao leitor uma boa idéia do conjunto de sua produção poética, desde “Dalilas Siamesas”, publicado em 1987, conjunto este que abarca fases diversas, nas quais poemas que primam pela concisão convivem com poemas longos. Longo ou curto, entretanto, um poema de Jurema tem sempre a dicção lírica de Jurema, característica que a poeta conscientemente subscreve.” (...).

22 de maio (sábado) 10h30



Construindo Leitores – Trata-se de uma atividade iniciada no ano passado, idealizada por Penélope Martins, poeta, Suca Moraes e Cristina Suzuki, artistas visuais que visa a valorização do livro e a formação de leitores. O evento é aberto ao público interessado. Construindo Leitores é um projeto mensal.

(vídeo - construindo leitores)


31 de maio (segunda-feira) 19:00h 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 


29 de abril a 29 de maio

ANEDOTAS SOBRE A AUSÊNCIA

"Na verdade, o passado se conserva por si mesmo, automaticamente. Inteiro, sem dúvida, ele nos segue a todo instante: o que sentimos, pensamos, quisemos desde nossa primeira infância está aí, debruçado sobre o presente que a ele irá se juntar, forçando a porta da consciência que gostaria de deixá-lo de fora".
Henri Bergson

Este trecho do filósofo francês trata a memória como duração, como um acúmulo do passado sobre o passado de maneira ininterrupta. É este mesmo acúmulo citado por Bergson, que dá origem às obras de Bia Toth, artista plástica andreense que realiza sua primeira individual.
A ausência, a memória e o rastro são elementos que compõem as pequenas "obras - anedotas", e se manipuladas, podem criar um significado diferente para cada pessoa. Porém, não se engane, pois mesmo com a permissão da artista para manipular suas obras, você não desvendará história alguma. As palavras que ela registra através da tinta, são absorvidas pelas superfícies e se tornam manchas com o passar do tempo - desprendendo a palavra de seu significado, e assim, criando uma tentativa de entender as palavras que ainda são legíveis, o próprio espectador é quem cria sua história.

A interação vai além da manipulação física do objeto, as obras são um convite a você, caro espectador, resgatar suas próprias memórias.

Cristina Suzuki

Apoio: www.bartiragraf.com.br
Tel.: (11) 4393.2911



 horário de funcionamento

de segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

 

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário

-----------------------------7da28936a0732 Content-Disposition: form-data; name="file2"; filename="" Content-Type: application/octet-stream