Volta ao índice inicial

Programação cultural
Lançamentos de Livros-Exposições
Música-Teatro- Conversas na Livraria
Leituras de Poesia

MARÇO/2007

15 anos

 

março

 

 

Exposição Bilbioteca # 2

 

de Célia Barros 

 

(Textos de Célia Barros e Zhô Bertholini).

 

(Visitação: de segunda a sexta, das 13 às 19h, 

sábados das 10h às 18h)

 

 

BIBLIOTECA#2

 

“O poder da linguagem que não se escreve”. 

Zhô Bertholini (poeta e artista gráfico)

 

“É uma homenagem aos livros. (...) estes livros surgem por que já mudaram muitas coisas. Estes livros mudam. Estes livros aceitam as mudanças.”

 

Célia Barros, 29, portuguesa, natural de Lisboa, é bacharel em Artes Plásticas pela ESTGAD/Caldas da Rainha e licenciada em Gravura pela faculdade de Belles Arts da Universitat de Barcelona. Já expôs em Portugal, Espanha, Japão e Brasil. Vive e trabalha em São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo, desde 2005. 

 

Volta ao topo

3 de março (sábado) - 16h

lançamento

Lançamento do livro Busca da Luz

da autora Fátima Vitor

Volta ao topo

 

14 de março (quarta) - 15h

Cineclube

Tema de março: Kurosawa

Filme – Céu e Inferno

(Tengoku to Jogoku – Japão – 1963)

Direção : Akira Kurosawa

 

 

"Céu e Inferno" foi baseado em uma novela policial norte-americana de Ed McBain. O filme conta a história de um diretor de uma fábrica de sapatos, Kingo Gondo (Toshiro Mifune), que tem o filho raptado. O sequestrador exige uma quantia exorbitante como resgate. Mas, quando Gondo vai efetuar o pagamento ele tem uma surpresa. Neste filme "noir" de Kurosawa analisa o mundo capitalista japonês e as diferenças sociais, mostrando os contrastes entre a burguesia (céu) e a miséria (inferno).Filmado na cidade de Tengoku To Jogoku - Japão.

 

 Volta ao topo

 

 

24 de março (sábado) - 16h

 

 

Lançamento do livro

O desenvolvimento socioeconômico de 

Rio Grande da Serra

 

de Maria Rita Serrano

 

Obra de Maria Rita Serrano, presidenta do Sindicato dos Bancários do ABC, é a primeira a  resgatar a história  da formação da cidade e a abordar seu perfil socioeconômico

 

A historiadora Maria Rita Serrano, presidenta do Sindicato dos Bancários do ABC, lança em março o livro O desenvolvimento socioeconômico de Rio Grande da Serra. A publicação é a primeira a abordar o perfil do município, um dos sete que compõem o Grande ABC, com viés 

 

Maria Rita, que foi vice-prefeita daquela cidade e secretária na área social, apresenta dados sobre a formação, emancipação política e os indicadores socioeconômicos que demonstram a singularidade de Rio Grande e a diferenciam da maioria dos municípios da região, um pólo notadamente industrial. Menor cidade em número de habitantes, Rio Grande é considerada a "prima pobre" do Grande ABC, e foi o último município a se emancipar. O livro de Maria Rita – nascido trabalho de conclusão de curso na universidade – traça este perfil e expõe alguns dos conflitos dele advindos, como a necessidade de proteção aos mananciais ao mesmo tempo em que se planeja o desenvolvimento local.

"A idéia é tentar tirar Rio Grande da Serra do anonimato, fomentar o debate sobre esta cidade que muita gente do Grande ABC não conhece. Com isso acredito que será possível contribuir para a articulação de políticas públicas mais precisas quanto para que os próprios moradores se apropriem da sua identidade e sintam-se fortalecidos para lutar por melhorias no município", explica a autora. Nascida em Santo André, Maria Rita Serrano foi morar em Rio Grande na década de 90. Atualmente, preside a Associação Cidadania e Vida (ACV), entidade que atua junto a jovens carentes do município, com forte ação na formação profissional. 

Editado pela Publisher Brasil, o livro foi  patrocinado por entidades como o Sindicato dos Bancários do ABC, dos Metalúrgicos do ABC e dos Químicos do ABC, além da Federação dos Bancários da CUT (Fetec) e a Associação de Pessoal da Caixa Federal (Apcef) e a empresa Dura Automotive do Brasil, com sede em Rio Grande. O valor arrecadado com as vendas será revertido para investimentos sociais na cidade.

Serviço

Lançamento do livro O desenvolvimento socioeconômico de Rio Grande da Serra, de Maria Rita Serrano.

Editora Publisher Brasil, 82 páginas, R$ 15.

Volta ao topo

 

 28 de março (quarta) - 15h

 

Cineclube

Tema de março: Kurosawa

 

Filme - Sonhos

(Yume - Japão - 1990)

Direção : Akira Kurosawa  

 

São oito segmentos. No primeiro, "A Raposa", uma criança é avisada pela mãe que não deveria ir à floresta quando há chuva e sol, pois é a época do acasalamento das raposas, que gostam de serem observadas. Mas ele desobedece os conselhos e observa as raposas, atrás de uma árvore. Ao retornar para casa sua mãe não o deixa entrar e lhe entrega um punhal, dizendo que como ele havia contrariado a raposa ele deveria se matar, mas ela sugere algo que pode remediar a situação. Na segunda, "O Jardim dos Pessegueiros", o irmão mais novo de uma família, ao servir chá para as irmãs, depara com uma moça que foge. Indo ao seu encalço, nota que ela é uma boneca e depara com os pessegueiros da sua casa totalmente cortados, restando só tocos. Os espíritos dos pessegueiros surgem para ele e, em uma dança melancólica, dizem que as bonecas são colocadas para enfeitar e festejar a florada dos pessegueiros, mas como eles não mais existem naquela casa não fazia sentido a presença das bonecas. Na terceira, "A Nevasca", o líder de uma expedição, junto com seu grupo, se vê em meio a uma nevasca. Eles sucumbem a nevasca, mas repentinamente surge uma linda mulher que envolve o líder com uma echarpe prata. Ele percebe que ela é a morte, que se transforma em uma horrenda figura, então ele vê que está próximo do acampamento e tenta acordar os companheiros, mas não consegue. Ouve então uma corneta, indicando que o acampamento está mais próximo do que imagina. No quarto, "O Túnel", ao entrar em um túnel o capitão de um exército é surpreendido por um cão, que ladra para ele. Atravessa então o túnel em curtos passos. Na saída ouve alguém caminhar e depara com um dos seus soldados morto em combate, que pensa não estar morto. No quinto conto, "Corvos", um jovem pintor, ao observar as pinturas de Van Gogh, entra dentro dos quadros e se encontra com o pintor, que indaga por qual razão ele não está pintando se a paisagem é incrível, pois isto o motiva a pintar de forma frenética. No sexto conto, "Monte Fuji em Vermelho", o Fuji entra em erupção ao mesmo tempo ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. É desprendida no ar uma nuvem de radiação. Um homem relata ser um dos responsáveis pela tragédia e diz preferir a morte rápida de um afogamento à lenta provocada pela radiação. No sétimo, "O Demônio Chorão", ao caminhar um viajante encontra um demônio, que lamenta ter sido um homem ganancioso e, como muitos, transformou a terra em um lastimável depósito de resíduos venenosos. No último, "Povoado dos Moinhos", um viajante chega à um lugarejo conhecido por muitos como Povoado dos Moinhos. Lá não há energia elétrica e tampouco urbanização. Um idoso, ao ser indagado, relata que os inventos tornam as pessoas infelizes e que o importante para se ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa.

 

 Volta ao topo

 

29 de março (quinta) 19h30

 

 

Show de pré-lançamento do

álbum CORAÇÃO NA BOCA 

da dupla A Rosa di Zínco

 

 

A dupla “A Rosa dí Zínco”, formada por Klau Evangelista (voz) e Hermannd Coutinho (Violão e Voz ), neste show de pré-lançamento de seu Álbum intitulado “ CORAÇÃO NA BOCA ”, será acompanhada de Daniel Teles (Violão e Guitarra ).

Os Arranjos e a Direção Musical deste show e do CD estão a cargo de Flávio Barba e a Produção de Fegato & Hermannd Coutinho.

 

A “ Rosa ” pretende assim dar continuidade ao trabalho iniciado em 1999 com o lançamento do 1º CD que abriu caminho para o reconhecimento de crítica e público na região do Grande ABC; quer ampliar esses horizontes e se mostrar para além destas fronteiras.

 

Enquanto esperamos para brindarmos o novo CD que com certeza Klau & Hermannd nos preparam com requinte, ficamos neste aperitivo.

 

Agora é ouvir, é ver, é sentir “A Rosa dí Zínco”,

e “caminhar no paraíso das rosas”.

 

Contatos: alexvangruber@hotmail.com  

orosadizinco@ig.com.br

  arosadizinco@ig.com.br

(11) 9968-6429  

 

Volta ao topo

 
31 de março - 16h

 

IDÉIAS DE ENCONTRO

Temas Contemporâneos 

Anarquismo e Educação

Convidado: Tarcísio Timóteo 

(graduado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992) e mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998). Atualmente é professor titular da Faculdade Editora Nacional.

 

IDÉIAS DE ENCONTRO

 

temas contemporâneos  

Não faz muito tempo, constava da grade curricular das escolas públicas uma disciplina chamadaEstudo dos Problemas Brasileiros”. Como se dizia à época, esta seria uma disciplina sem fim, tantos eram os problemas de que deveria tratar. E se hoje esta disciplina se chamasse “Estudo dos Problemas Contemporâneos” e seu campo de observação não se limitasse ao Brasil, mas ao complexo mundo atual, com todas as suas riquezas e misérias, alegrias e tristezas, esperanças e perplexidades? Seria uma disciplina e tanto !

 

É justamente esta a proposta do Alpharrabio, com o apoio da Faculdade Editora Nacional (FAENAC), para a temporada 2007 do ciclo IDÉIAS DE ENCONTRO, que agora será dedicado a palestras sobre TEMAS CONTEMPORÂNEOS . A proposta de debater os temas (que, invariavelmente, são problemas) de nosso tempo visa estimular, como nas edições anteriores do ciclo, a reflexão mais apurada sobre questões que, em geral, são submetidas a análises superficiais, sem a devida consideração por seus diversos aspectos e repercussões na vida de todos. O intuito dos especialistas convidados, por sua vez, que se dedicam a pesquisas profundas sobre os temas em seus trabalhos universitários, é aproximar da sociedade a discussão séria desses temas que interessam a todos.

 

Os mais importantes temas contemporâneos são, enfim, temas que interessam a todos e a todo tempo, como se percebe na programação deste primeiro semestre, em que serão debatidas questões relativas à organização da sociedade, à educação, à  religião e ao mundo do trabalho. Ou estão certos os que imaginam poder construir sua vida sem se preocupar com o que ocorre da porta para fora de suas casas? Eis outro tema contemporâneo!

 

PROGRAMAÇÃO  

31 de março ( sábado – 16h)

 

Tema : Anarquismo e Educação

Convidado : Prof. Tarcisio Timoteo

> graduado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992) e mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998). Atualmente é professor titular da Faculdade Editora Nacional.

 

 

28 de abril ( sábado – 16h)

 

Tema : Quem quer aprender o que as escolas ensinam?

Convidado : Prof. Elie Ghanem

> fez mestrado (1992) e doutorado (2000) em Educação na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Atualmente é professor nessa Faculdade e na Escola de Artes , Ciências e Humanidades (USP Leste ). Autor do livro Educação Escolar e Democracia no Brasil. 

   

26 de maio ( sábado – 16h)

Tema : Sociologia e sociologias da Religião no Brasil 

Convidado : Prof. Márcio Magalhães Fontoura

> Graduado em Filosofia pelo Centro Universitário UniFAI (1991), graduação em Pedagogia pela Universidade do Grande ABC (1998), graduação em Teologia pelo Centro Universitário Assunção (2006), mestrado em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999) e doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). É diretor geral da FAENAC – Faculdade Editora Nacional .

 

 

16 de junho ( sábado – 16h)

Tema : O centro à margem : o trabalho na sociedade atual

Convidado : Tarso de Melo

> Escritor , advogado , graduado em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e mestre em Filosofia do Direito pela Universidade de São Paulo – USP.

 

Volta ao topo

O Alpharrabio (a livraria e o café)
 funciona no seguinte horário:

segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário