Volta ao índice inicial

 

PROGRAMAÇÃO - 20 anos

FEVEREIRO 2012
 

27 de fevereiro  -  2ª feira - 19h
fórum

 
março 2012
 

 3 de março - sábado - 10h30
 exposição "do outro lado aqui" / confraternização

10 de março - sábado - 11h
autobiografia falada - A. Possidonio Sampaio

16 de março  -  6ª feira - 18h30
lançamento - diário de uma mulher em rota de chuva

24 de março  -  sábado - 11h
conversa de livraria para pequenos leitores

26 de março  -  2ª feira - 19h 
fórum

 
abril 2012
 

até 20 de abril  - 6ª feira
exposição - do outro lado aqui

04 de abril - 4ª feira - 18 às 21 horas
lançamento  

14 de abril - sábado - 11 horas
conversa de livraria com Kenji Ota  

18 de abril  - 4ª feira - 18h30 
autobiografia falada - Alexandre Takara

20 de abril  -  6ª feira - 19h
conversa de livraria com Fátima Roque

07 de maio  -  2ª feira - 19h 
fórum

FEVEREIRO

27 de fevereiro (2ª feira) 19h 

 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 
 


 

M A R Ç O

 

ALPHARRABIO – 20 ANOS

3 de março (sábado) 10h30 

A Livraria Alpharrabio, Editora e Centro Cultural sediada em Santo André, completa  20 anos.  Para marcar o aniversário, promove uma série de atividades que iniciam no dia 03.03.2012, sábado, às 10h30, com a abertura da exposição "Do outro lado aqui", da fotógrafa Fátima Roque, ocasião em que amigos e frequentadores estão convidados para um encontro de confraternização e celebração da data.


Abertura da exposição 
Do outro lado aqui

 da fotógrafa Fátima Roque

 

 

O avesso do céu
gravado em cobre
e desensolarada a própria água
entre o fim da feira
e o mercado de flores
quando ultrapassamos a imagem
uns e outras
olhos abertos – mas
sem quebrar a simetria
no entanto
o brilho dos olhos vem
do jogo das ideias contrárias e
da incerteza da vontade, e
se desde cedo nossos sonhos
nos forem explicados – para que
andar a noite inteira?

 

Jean Baudrillard

 

 

Sobre a exposição:  

Do outro lado aqui – não é mais do que pretexto para o encontro com o inesperado, a tentativa de propulsionar a imaginação pelo caminho dos sonhos através de imagens e objetos. Não se trata, portanto, de mimésis fotográfica, nem tampouco de matéria de prova, mas da tentativa de pôr a ver o humano onde o silêncio possa revelar-se.  

O outro lado, aparentemente tão distante, é, na verdade, suficientemente próximo, a ponto de nos fazer entender que, de fato, inexiste. Estamos diante do tempo, elemento do ato fotográfico, repetido nas imagens de asas duplicadas a criar, paradoxalmente, borboletas de pedra encontradas como guarda às avessas, especialmente no material gráfico e no painel de entrada da exposição. Ali há a advertência, aos mais incautos, para deixarem-se levar sem prévias explicações, já que os sonhos não possuem roteiros.  

No caminho O vazio não é sem, O gato de Schrödnger ou Viagem ao fundo do olho, A Camera Obscura e os retratos dos viajantes presentes, além das trocas.  Os menos acostumados sentirão a ausência de explicações técnicas, esperarão aparelhos, lentes, indicações de impressões, dentre outros elementos totalmente prescindíveis, segundo a fotógrafa, mas que, como parte do processo, lá estarão de maneira não convencional, em conversas pessoais.  

Barbara M. Watson  
curadora  

Barbara M. Watson é membro do PCM – Photo Center Mapetla – South Africa e participou da curadoria, à distância, aqui.

 

Sobre a fotógrafa:

Fotógrafa e investigadora da fotografia na área dos processos fotográficos, para além da técnica. Participa em grupos de discussão e atuação nas artes visuais e, especialmente, surrealismo, integrando o Grupo Surrealista de São Paulo. Expôs individualmente e integrou várias exposições coletivas dentro e fora do Brasil. É autora de livros-objeto de fotografia, além de participar de inúmeras  Publicações. Recebeu alguns prêmios  e dá aulas. Nasceu em São Paulo, vive em Santo André, SP, Brasil.

faroque@uol.com.br 

 


10 de março (sábado) 11h 

 

 

Antonio Possidonio Sampaio
80 anos - Homenagem

 

A Livraria Alpharrabio homenageia Antonio Possidonio Sampaio pelos seus 80 anos, escritor que, além de colaborador e cúmplice de ideias do projeto cultural Alpharrabio, inaugurou, em 1993, com o seu livro ABC Cotidiano - Cotidiário, o catálogo Alpharrabio Edições, hoje com mais de 100 títulos publicados.
 

O encontro consistirá de uma palestra autobiográfica, intercalada de leituras de

de trechos de quatro de seus livros, Sim Sinhor, Inhor Sim, Pois não... e Em Manhattan do Terceiro Mundo, livros que o autor classifica como "Fase paulistana" e Lula e a Greve dos Peões e Em Busca dos Companheiros, da "Fase Abeceana". Escritores amigos do autor foram convidados para a leitura.
 

Antonio Possidonio Sampaio, autor de 14 livros, dos quais 7 foram publicados pela chancela Alpharrabio Edições, ABC Cotidiano - Cotidiário; 1993; Andanças na Contramão - Reportagem Sentimental; Em Busca dos Companheiros; 1996; Sim Sinhor, Inhor Sim, Pois Não..., 2a. edição, 1997; ABC no Fim do Milênio, 1999; No ABC dos Peões (edição conjunta de A Capital do Automóvel e Lula e a Greve dos Peões); 2005; e Andanças com Salvador Bahia, 2006.

 


 

16 de março - 6ª feira - 18h30

 

Lançamento do livro  

Diário de uma mulher em rota de chuva

 Conceição Bastos  

Sobre o livro:  

Um diário (ainda que toda poesia tenha um pouco de diário) tem ainda mais razões para se ouriçar diante de quem pretende invadi-lo, como a proteger segredos cuja guarda é tão insuportável quanto sua revelação. 

É assim que os textos ocupam essa área nebulosa entre guardar e revelar (que, no limite, é também entre confiar e desconfiar do leitor), e talvez por isso tenhamos um livro repleto de trânsitos entre dentro e fora, cidade e corpo, sonho e realidade, ou, como diz a poeta, entre limbo e Olimpo.

Conceição Bastos, quando traz seu Diário à praça, preserva consigo ”a palavra/ Submersa/ Palavra-âncora/ chave para a porta do calabouço”. Mas, leitor, não se apresse em dizer se a chave aí é a que abre ou a que fecha; a que permite a entrada ou a que bloqueia. Como boa ouriça, aquilo que nela é defesa também é ataque. Proteja-se.

Tarso de Melo  

Diário de uma mulher em rota de chuva
Conceição Bastos
Selo Dobra Literatura
Formato 14 x 21 cm
64 páginas
2011  

 


Sobre a autora

Conceição Bastos – nasceu em R. do Pombal – BA, em 1961 – veio para SP em 1987, desde então volta periodicamente aos caminhos da roça. Aportou em SBC em 2001, desde então transita por SP, SBC, Mauá e Sto André. Tem textos publicados em Estas histórias, antologia das oficinas de criação literária do MLSegall, 2005; na Revista Tantas Letras 2010, e alguns textos esparsos publicados em zines e blogs. Premiada em concurso literário – 1º lugar na categoria poesia/2010, em SBC. Atualmente participa do projeto Tantas Letras. Tem um projeto literário inconcluso no blog umlivrodecapavermelha.blogspot.com  


24 de março (sábado) 11h 

 

 

Conversa de livraria para 
pequenos leitores

 Lançamento do livro A menina e o sol, 
de Júlio Gonçalves (texto) e Constança Lucas (ilustrações)  

 

Na oportunidade, o artista Carlos Sereno fará a leitura encenada do livro, seguida de uma conversa com os autores que ficarão à disposição para autógrafos.  


"A menina e o sol" retrata, de maneira sensível e poética, os "porquês" das crianças. Perguntas simples, e, por isso mesmo tão profundas, sobre a existência, o mundo, os afetos e a vida.

Não é por acaso que o autor do texto, Júlio Gonçalves Dias, tem formação em Filosofia (além de ser sociólogo). Muitas das perguntas que as crianças se fazem, especialmente nesta idade que A menina e o Sol representa, têm a possibilidade de um aprofundamento tão bem lapidado e sensível, dentro de um curto diálogo na essência que o fio da pergunta lança. É um diálogo bem dosado que instiga o "desembrulhar" da menina para outras e mais outras perguntas...sendo fiel às inquietações das crianças ao se debruçarem, curiosas, para conhecer o mundo.”  

Editora Saraiva  
Formato 30 cm x 23 cm - Acabamento : Brochura  
Edição : 1 / 2011 - Número de Paginas : 24  
Texto: Júlio Gonçalves - Ilustradora: Constança Lucas  

Constança Lucas: artista visual e ilustradora. Trabalha e vive em São Paulo.  Atualmente é doutoranda em Artes Visuais, área Poéticas Visuais, pela Universidade de São Paulo (ECA/USP).  
constancalucas@gmail.com
 

Júlio Gonçalves Dias: nasceu em Novo Horizonte, interior de São Paulo. Estudou Sociologia e Filosofia, deu aulas, trabalhou com jovens em projetos sociais e com crianças na rua.

juliogdias@gmail.com  


Carlos Sereno
-
Professor de artes cênicas e Educação Artística formado pelas Faculdades Integradas Teresa D’Avila. Ministra cursos diversos sobre a  Arte de Contar Histórias, Voluntário Contador de Histórias atuando no Centro Hospitalar do Município de Santo André através da Associação Viva e Deixe Viver.
 


26 de março - 2ª feira - 19h 

 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.


A B R I L

 

4 de abril - 4ª feira - 18 às 21h 

 
Lançamento do livro

AMoral Poética,
de Henrique Pontes

 

.

Primeiro livro do autor. Segundo ele "um muro sendo pichado por anjos.

Uma tentativa poética de rompimento, de insurgência à moralidade, aos claustros da linguagem, à necessidade de ser "digestiva" para o leitor, de ser bonita. Não aspira nem teme o fracasso. Fere ao acaso, e não lambe se lhe pedem. Não cutuca, nem fica de braços cruzados. Não faz o que se espera dela. Enfim uma poética amoral, que, em qualquer círculo que entre, nunca faz aquilo que se entende por poesia."

 

AMoral Poética

Henrique Pontes

Editora Multifoco - Selo Vale em Poesia


 

 

14 de abril, sábado, 11h

Conversa de Livraria

 Conversa de Livraria com Kenji Ota  

Laboratório da imagem
um papo ao pé das imagens, sobre o processo de produção/criação

 


Kenji Ota, fotógrafo e pensador dialoga, a partir de suas imagens, originais e projeções.
 

Com trabalhos voltados para a fotografia experimental, Kenji Ota utiliza-se de diferentes suportes e materialidades. Mergulhado na tradição oriental, sua produção evidencia a valorização do acaso e destas experimentações na prática fotográfica. Kenji Ota é fotógrafo, e professor de fotografia no Centro Universitário Senac e na pós-graduação em fotografia na FAAP. Bacharel em Ciências Sociais pela Escola de Sociologia e Política da USP é mestre em Artes pela ECA/USP, com a Dissertação “Derivações: a errância da imagem fotográfica"  

 

 


18 de abril 4ª feira - 18h 

 

 

Alexandre, 80 anos
 - Homenagem
 

Homenagem a Alexandre Takara, pelos seus 80 anos decorridos em 2011, escritor que integra o Catálogo Alpharrabio Edições.

Takara profere palestra autobiográfica interativa, na qual, amigos escritores, farão a leitura de trechos de seus livros. 

 

Alexandre Takara é autor de 5 livros, todos publicados pela chancela Alpharrabio Edições, são eles: Semeador de Lembranças, crônicas, Col. Prosas, 1996; Além da Prosaica Realidade (quase diário), coleção Imaginário, 2000; Educação Inclusiva - movimento hip-hop, ensaio, 2003; Entremundos, crônicas, 2004; Subsídios para o Entendimento das Relações entre Educação e Cultura (Artes), ensaio, 2008.

 


 

20 de abril - 6ª feira - 19h 

 

 Conversa de Livraria

 com Fátima Roque, 
a propósito do encerramento da exposição 
Do outro lado aqui
 

 

Sobre a artista:

Fátima Roque  
20 de abril de 1960, São Paulo – Brasil
 

Fotógrafa e investigadora da fotografia na área dos processos fotográficos, para além da técnica. Fotografa com frequentes incursões pelos rios da Amazônia e ali ministra cursos e oficinas. Participa em grupos de discussão e atuação nas artes visuais e, especialmente, surrealismo, integrando o Grupo Surrealista de São Paulo . Expôs individualmente no Mezanino de Fotografia, Instituto Cultural Itaú SP (2005) curadoria Helouise Costa e integrou várias exposições coletivas dentre elas Surrealism in 2012 – GoogleWorks Center of Arts, Pennsylvania/USA; Iluminações Descontínuas, Convento de São José, Lagoa/Portugal; Exposição Internacional do Surrealismo Atual – O Reverso do Olhar/ Museu do Chiado, Coimbra/ Portugal; 2008;  Atelier da Imagem/RJ 2008; Centro Cultural da CPFL/Campinas (2006); Prêmio Porto Seguro de Fotografia (2005 e 2006); Olhares Paulistanos/Paço das Artes (2005) e  Outdoors, nas ruas (2004); Luzenças (2003), atual Estação Pinacoteca;  Habitat II, em Instambul. É autora de livros-objeto de fotografia: Gaveta Fotográfica; Caixas de Quase Nada; Frederich Van Velthem e o Mar de Chacororé; Para sempre não existe; O Espírito do Tempo; O que está não é; “Outras Paragens”; Caderno de Descontroles (2006) e Aldeia (2007). Publicações: Sá, Lúcia - Life in the Megalopolis: México City and São Paulo – Editora Routledge, Londres; Rev. Brasileira de Educação – Anped – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - Rio de Janeiro; “O que está não é” - Revista Fotofagia; Eder Chiodetto - Revista SENAC e  Retrato dos Índios no Brasil – Séc. XIX . Recebeu alguns prêmios e dá aulas. Nasceu em São Paulo, vive em Santo André, SP, Brasil.


M A I O

 7 de maio - 2ª  feira - 19h 

 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 

 

Apoio: www.bartiragraf.com.br
Tel.: (11) 4393.2911



 horário de funcionamento

de segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

 

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário