Volta ao índice inicial

 

A L P H A R R A B I O  – 1 9 A N O S

até 17 de dezembro (sábado)

 

 

 


Exposição 
Coberta D'alma

de Carlos Ribeiro

Até 17 de dezembro

Carlos Ribeiro

1956, Agudos, SP

Vive e trabalha em Santo André e São Paulo.

 

Formou-se em Bacharelado em Pintura na Faculdade de Belas Artes de São Paulo em 1983. Participou de exposições coletivas: XVI Encontro de Artes Plásticas de Atibaia, SP; Mostra de Artistas do ABC, Casa do Olhar, Santo André, SP (2007); com o Grupo os Tias na Chuva  Escola de Artes Cezar Antonio Salvi, Osasco, SP; Atelier Fidalga e Artistas do ABC  Casa da Palavra, Santo André, SP; 31º Salão de Arte de Ribeirão Preto Nacional Contemporâneo, SP; XV Encontro de Artes Plásticas de Atibaia, SP (2006); Programa de Exposições Casa do Olhar, Santo André, SP (2005); 1º Salão Nacional Artes de Paraty, RJ (2004); XXIV Salão de Arte Contemporânea de Santo André, SP (1996); XXII Salão de Arte Contemporânea de Santo André, SP (1994) e XIX Salão Limeirense de Arte Contemporânea, SP (1993).

Realizou exposições individuais III Mostra do Programa de Exposições - Centro Cultural São Paulo, SP (2008); Museu Histórico e Pedagógico Cerqueira César, São Carlos, SP (2004); Centro Cultural de Limeira, SP (1994); Itaú Galeria de Arte em Penápolis, SP (1991). Obteve os seguintes prêmios: Menção Honrosa - XV Encontro de Artes Plásticas de Atibaia, SP (2006); Referência Especial do Júri - I Salão Nacional Artes de Paraty, RJ (2004) e Prêmio Estímulo - XIX Salão Limeirense de Arte Contemporânea, SP (1993).

 


 

05 de novembro (sábado) 11 horas


Show de lançamento do CD

Trenzinho de Gente

Ópera Cômica
 

 


25 de novembro (sexta-feira)

das 18h30 às 21h30 

 

Conversa de Livraria com

Frei Betto

 

e lançamento do livro

 

Minas do Ouro 

Em seu primeiro romance histórico, Frei Betto - uma das vozes mais ativas na luta pela justiça social na América Latina e premiado ficcionista - dá vida ao clã dos Arienim, protagonistas de Minas do ouro. De geração em geração, os varões da família Arienim foram marcados pelas desgraças que a busca de metais preciosos em território nacional viria a causar desde os primeiros dias do domínio da Coroa Portuguesa no Brasil.

Em torno de um misterioso mapa de "inesgotáveis fontes de riquezas", repassado de geração em geração, a narrativa abarca episódios e figuras emblemáticos da história mineira, como entradas e bandeiras, guerra dos emboabas e Triunfo Eucarístico, a exploração de ouro e de diamante, Tiradentes e Aleijadinho, mina de Morro Velho e as coincidências entre o explorador Richard Burton e o ator Richard Burton. Minas do Ouro, garimpo da memória familiar, é um romance no qual o barroco transparece na sua volúpia e beleza, numa linguagem de primorosa qualidade estética.

Cinco séculos da história das Minas Gerais estão condensados nesta narrativa empolgante e surpreendente, por meio da qual o mineiro Frei Betto presta uma homenagem aos 300 anos da fundação das cidades de Ouro Preto, Mariana e Sabará, completados em 2011.

 

Minas do Ouro
ISBN:
978-85-325-2689-2
Páginas:272
Formato : 14x21
Editora: Rocco

 

Frei Betto

Autor de mais de 52 livros, editados no Brasil e no exterior, Frei Betto nasceu em Belo Horizonte (MG). Estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. Frade dominicano e escritor, ganhou em 1982 o Jabuti, principal prêmio literário do Brasil, concedido pela Câmara Brasileira do Livro, por seu livro de memórias Batismo de Sangue. Em 1986, foi eleito Intelectual do Ano pelos escritores filiados à União Brasileira de Escritores, que lhe deram o prêmio Juca Pato por sua obra “Fidel e a religião”. Seu livro "A noite em que Jesus nasceu" (Editora Vozes) ganhou o prêmio de "Melhor Obra Infanto-Juvenil" de 1998, concedido pela Associação Paulista de Críticos de Arte. Em 2005, o júri da Câmara Brasileira do Livro premiou-o mais uma vez com o Jabuti, agora na categoria Crônicas e Contos, pela obra “Típicos Tipos – perfis literários” (Editora A Girafa).

Foi coordenador da ANAMPOS (Articulação Nacional de Movimentos Populares e Sindicais), participou da fundação da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e da CMP (Central de Movimentos Populares). Prestou assessoria à Pastoral Operária do ABC (São Paulo), ao Instituto Cidadania (São Paulo) e às Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Foi também consultor do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Em 2003 e 2004 atuou como Assessor Especial do Presidente da República e coordenador de Mobilização Social do Programa Fome Zero. Desde 2007 é membro do Conselho Consultivo da Comissão Justiça e Paz de São Paulo. É sócio fundador do Programa Educação para Todos.

Prêmios por seu trabalho em favor dos Direitos Humanos.

Em 1987, recebeu o prêmio de Direitos Humanos da Fundação Bruno Kreisky, em Viena. Em outubro de 1990, ganhou o prêmio Dom Oscar Romero da Fundação Georg Fritze, concedido por Igrejas protestantes da Alemanha. Destinou-o à Comissão Pró-Central dos Movimentos Populares. Integrou, por cinco anos (1991-1996), o conselho da Fundação Sueca de Direitos Humanos. Em 1992, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) compartilhou com Frei Betto o prêmio The Right Livelihood, conhecido como Prêmio Nobel Aternativo, por sua contribuição à luta por reforma agrária e à construção do MST.

Em 20/12/1996, recebeu o Troféu Sucesso Mineiro, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, dentro das comemorações do centenário da cidade. Na Itália, foi a primeira personalidade brasileira a receber o prêmio Paolo E. Borsellino por seu trabalho em prol dos Direitos Humanos, concedido em maio de 1998. Também em 1998 foi homenageado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Rio de Janeiro com o Prêmio CREA/RJ de Meio Ambiente, e ganhou a Medalha Chico Mendes de Resistência, concedida pelo Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro por sua luta em prol dos direitos humanos. Prêmio Jabuti, ano 2000, pela obra coletiva Mysterium Creationes - Um olhar interdisciplinar sobre o Universo. No mesmo ano, recebeu do governo de Cuba a Medalha da Solidariedade e dos Conselhos de Psicologia do Brasil o Troféu Paulo Freire de Compromisso Social/2000. Recebeu, em 2004, a “Ordem do Mérito Ministério Público do Distrito Federal e Territórios”. Em maio de 2005, numa iniciativa da UNESCO, Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e jornal Folha Dirigida foi eleito, por voto direto e secreto de um colégio eleitoral de 2.500 pessoas, uma das 13 “Personalidades Cidadania 2005”.

Em março de 2006 recebeu, por deliberação unânime da Diretoria Executiva do Instituto Brasileiro de Municipalismo, Cidadania e Gestão (Instituto Cidadão), a Medalha do Mérito Dom Helder Câmara em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à Nação, na preservação e fiscalização da gestão pública moral e legal. Em agosto de 2007 recebeu a Medalha Tiradentes, homenagem prestada pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Em outubro do mesmo ano foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Brasília.
Em maio de 2008, recebeu em Tarragona, na Espanha, o Prêmio Ones - Reconocimiento Internacional Foca Mediterrània, por sua trajetória e ações em prol do meio ambiente e da solidariedade internacional.

No ano seguinte, recebeu o prêmio ALBA de Las Letras em reconhecimento ao conjunto de sua obra literária. A premiação é concedida pela Fundação Cultural da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (ALBA) a personalidades que consagram sua vida e obra à valorização do patrimônio cultural da América Latina e Caribe com criações originais de todos os gêneros literários.

Fonte: http://www.freibetto.org/index.php/sobre-frei-betto

 


26 de novembro (sábado) 11h


 


Participação especial de Abraão Gouvea com seus  personagens, criados, construídos e manipulados pelo artista na sua fantástica “Fábrica de Fantoches

Atividades coordenadas pela tia Penélope e tia Suca

 


Construindo Leitores – Trata-se de uma atividade iniciada em 2009, idealizada por Penélope Martins, poeta, Suca Moraes e Cristina Suzuki, artistas visuais que visa a valorização do livro e a formação de leitores. O evento é aberto ao público interessado. Construindo Leitores é um projeto mensal.

vídeos: construindo leitores 01

construindo leitores 02

construindo leitores 03


28 de novembro (segunda-feira) 19h 

 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 


D E Z E M B R O


2 de dezembro (sexta) 18h às 21h

Lançamento

dos livros  

Minima Memória do Mundo

A Mineirinha e outras histórias

Publicados pela Editora Lamparina Luminosa 

Ponto de Cultura Editora Livre Popular Artesanal.

 

Haverá uma apresentação dos Livro, leituras com acompanhamento musical ao vivo de trechos dos dois livros, debate e assinatura dos livros.

Os livros são resultados de um ano e meio de trabalho, onde foram elaboradas ferramentas para resgatar e registrar as memórias coletivas e individuais; e publicá-las em forma de poesia e prosa. Os autores dos livros são trabalhadores, aposentados e pessoas em processo de alfabetização, sem uma formação literária formal, mas com uma riqueza nas histórias de vida. Essas páginas são uma coleção de lembranças, fragmentos de vida, momentos simples, mas marcantes, que os autores possuem em suas memórias, e que são capazes de comover o leitor. 


Data: 2 de dezembro (sexta-feira) as 18h

Local: Livraria Alpharrabio, rua Eduardo Monteiro 151, Santo André /SP

Tel.: 4438.4358

 


A Mineirinha e outras histórias é uma coletânea de contos de vida, de alunos do MOVA (movimento de alfabetização de jovens e adultos), onde se percebe claramente a nostalgia dos tempos felizes na roça, o lamento por abandonar a agricultura, o esforço por encontrar um lugar ao sol na cidade grande. 
O livro contém um vídeo documentário sobre o processo de construção dos contos.

Mínima Memória do Mundo “é uma coletânea de poesias e contos, de trabalhadores e aposentados, que frequentaram uma oficina literária durante oitos meses, a produção dos textos dessa obra  se deu, principalmente, através  da redescoberta  de  relíquias pessoais  e de seus significados para cada um.
O livro contém um CD áudio com textos recitados por seus autores.


17 de dezembro (sábado)

das 10h às 13h 

Lançamento do livro 

Dia Útil (poemas)

de Danilo Bueno

 

 

Apoio: www.bartiragraf.com.br
Tel.: (11) 4393.2911



 horário de funcionamento

de segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

 

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário