Volta ao índice inicial

 

ALPHARRABIO - 20 anos

agosto
 

06 de agosto - 2ª feira - 19h
fórum

11 de agosto - sábado - 11h 
exposição

25 de agosto - sábado - 11h 
conversa de livraria

6 de agosto (2ª feira) 19h 

 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 


11 de agosto (sábado) - 11h

 "A Poética do Devaneio"

 

Abertura: 11 de agosto de 2012 – sábado às 11h

Exposição: 11 de agosto a 21 de setembro

Segunda a sexta das 13 às 19h – sábado das 9h30 às 13h

   

Ateliê Projeto Impresso

Artistas integrantes da “A Poética do Devaneio”

Angela Rolim, Carmen Nora, Cecília Tavares

Djenane Pamplona, Evany Cardoso

Leonor Décourt, Marcia Rommes

Silvana Soriano, Sonia Távora

Teresa Stengel, Zula 

 

A Poética do Devaneio do Ateliê Projeto Impresso 
na Livraria Alpharrabio
 

O Ateliê Projeto Impresso tem reunido artistas que se utilizam da imaginação material, onde as mãos têm papel fundamental, contra as resistências da matéria, na tentativa de superá-las, num embate entre forças naturais e humanas.
 

Carregam consigo a própria história transpassando tantas outras artes, a música, a literatura, a pintura, a fotografia para, agregadas aos seus devaneios pessoais, darem corpo à imaginação criadora a permitir surpresas e encantamentos.

 

A exemplo da assertiva, tomaram mais recentemente Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século - compilados por Marcelino Freire, Contos, de Machado de Assis, a música de Villa Lobos e a de Noel Rosa para produzirem em ateliê.

 

Juntaram-se para o trabalho e também para as mostras: In Versões, Estampas d’Alma, Harmonias e Contrapontos, “...quando por mim você passa...”, dentre outras muitas parcerias ao longo dos últimos 10 anos de existência do Ateliê Projeto Impresso, lugar da imaginação produtora, fonte de invenção e originalidade, onde não se vê apenas com os olhos.

 

Dentro dessa mesma proposta, A Poética do Devaneio de Gaston Bachelard, objeto de reflexão pelo grupo integrante do Ateliê, gerou em 2011 a Mostra de mesmo nome trazida agora, parcialmente, para a Livraria Alpharrabio. 

 

Trata-se de imagens originalmente criadas através de técnicas ligadas à gravura como água tinta, água forte, verniz mole, serigrafia, ponta seca, fotogravura, separadas ou conjuntamente a propiciar uma infinita conjugação de “erros”. No pensamento de Bachelard, é tanto mais rica a experiência quanto mais complexos forem os erros.

 

A exposição “A Poética do Devaneio” chega em pequenas edições  feitas manualmente, com impressões no Ateliê (e não só), numeradas e assinadas,  com tempos dilatados e sonhos conduzindo-nos “a um reagente da diversidade de sentimentos e emoções, que pertence à ínfima distância entre o silêncio sonhador e a contemplação” 

Fátima Roque

"A Poética do Devaneio"

 

Abertura: 11 de agosto de 2012 – sábado às 11h

Exposição: 11 de agosto a 21 de setembro

Segunda a sexta das 13 às 19h – sábado das 9h30 às 13h

 

Local: Livraria Alpharrabio

Rua Eduardo Monteiro, 151 – Santo André

Tel. 11 4438 4358

 

Ateliê Projeto Impresso

Artistas integrantes da “A Poética do Devaneio”

Angela Rolim

Carmen Nora

Cecília Tavares

Djenane Pamplona

Evany Cardoso

Leonor Décourt

Marcia Rommes

Silvana Soriano

Sonia Távora

Teresa Stengel

Zula

 

 Ateliê Projeto Impresso

Endereço: Rua Engenheiro Pena Chaves, 6 casa 9 – Jardim Botânico

CEP: 22460-090 – Rio de Janeiro/RJ

 


25 de agosto (sábado) 11h 

 Conversa de Livraria


No dia 25 de agosto (sábado) 11h

Alpharrabio Edições e Celso Freire
convidam para  apresentação e  lançamento do livro  

O rio das minhas manhãs
(Alpharrabio Edições, Santo André, 2012)

 

 

O AUTOR:

Nasci no meio, no centro: meu lugar, minha mistura, meu ambiente de pouco e de tanto, minha cultura. Lugar de vidas e de coisas caldeadas na simplicidade, na sustância, no sustento, na sustentação. Esses campos gerais de montanhas, de rios, de minas, minérios e mineiros. 

Cresci me lambuzando no pó da terra e tendo nos rios o respaldo para a limpeza do corpo, a alegria da alma e a água para engrossar o caldo do feijão no caldeirão. Os arrozais e as hortas brotavam nos brejos à beira do Riacho do Agachado; as mangueiras floriam próximo às cacimbas do Olho D’água; a areia queimava na vazante do Córrego do Ouro Fino, e; o Rio Jequitinhonha era um mar de peixes, pedras e areia. Itaporé.

Experimentei manhãs de orvalho e de sol nos quintais, nos currais, nos campos, nos caminhos das minhas andanças... Mania de manhãs belas sem manhas, cuidando das leiras, dos chiqueiros, dos ninhos e catando ovos. Tardes de bolas de gude, bolas de meia, estilingues, piões e anzóis. Noites de Lua cheia, cantigas de roda, vagalumes, sacis e outras memórias.

Hoje me alegro nas densas terras de Piratininga, já sem quase terras e quase sem rios. Rios exprimidos entre muralhas; rios quase lacrados correndo sob os automóveis; rios pintados de escuro cinza. Nem tanta máquina, Macunaíma: outras esperanças me alcançam nesse São Paulo, rios de cultura e de culturas.

 


 

Sobre a obra:

Utilizando uma linguagem que intermedia a poesia e a prosa, Celso Freire retoma o personagem Jose Silva – protagonista do seu livro anterior: “Um Silva de A a Z” . Aos noventa, Jose Silva, relembra lugares e relacionamentos da usa infância e juventude, ao mesmo tempo em que reflete sobre sua condição humana e a possibilidade de um novo relacionamento. “Hoje eu acordei com uma vontade danada de viver. Foi um dia especial: eu aqui sentado na minha espreguiçadeira, ou caminhando por essa ampla varanda, ouvindo minhas músicas, apreciando esse vale de penhascos e os campos gerais... Revirando minha história, encarando as tentações e visualizando possibilidades”.

O Rio das Minhas Manhãs
Celso Freire
Formato: 14 x 21cm - 144 páginas
Alpharrabio Edições - 2012
Rua Dr. Eduardo Monteiro, 151
Tel.: 11 4438.4358


Apoio: www.bartiragraf.com.br
Tel.: (11) 4393.2911



 horário de funcionamento

de segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

 

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário