Volta ao índice inicial

 

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO

FEVEREIRO 2010

22 de fevereiro - segunda -19h 

22 de fevereiro - segunda -19h 

25 de fevereiro - quinta -18h  às 21h

M A R Ç O    2 0 1 0

03 de março - quarta

06 de março - sábado - 10h - Construindo leitores

10 de março  - quarta - 15h - Cineclube

15 de março  - segunda - 18h 30- Conversa de livraria

17 de março  - quarta - 15h - Cineclube

29 de março - segunda -19h - Fórum

31 de março - quarta -19h - Lançamento


22 de fevereiro (segunda-feira) - 19h

Alpharrabio 18 anos
permido para maiores e menores

 

ALPHARRABIO – 18 ANOS
MUITO MAIS QUE UMA LIVRARIA

No próximo dia 22 de fevereiro, às 19h00 horas, a Livraria Alpharrabio, em Santo André, celebra os seus 18 anos com uma festa que congrega artistas, intelectuais, amigos e clientes.

Jam session com os músicos Fernando Cavallieri, Adolar Marin, Zé Terra e Renê França, Zé Campelo, Rogério Amorim e quem mais chegar.
Intervenção poética do ator Carlos Lotto

 

22.02.10, segunda-feira, 19h00 - Abertura da exposição

 

"ERRANTES"

Exposição de estréia de Eduardo Nunes, artista visual nascido no Rio de Janeiro e residente em Mauá desde os três anos idade.

Graduado pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, o jovem artista, além do seu trabalho autoral, também possui experiência profissional como ilustrador para veículos de porte como Editora Abril, Folha de SP e Revista Rolling Stone. 

Segundo Eduardo, o significado primário do título da exposição tem a ver com a "linha errante". "Por mais que meus desenhos tenham um conceito ou uma figura definida, a matéria-prima que os compõe são linhas fluidas, sem rumo certo. Meu desenho é como fazer castelos de areia."
Eduardo também vê as pessoas que cruzam seu percurso - e que retrata - como errantes. E como bom artista que é, se inclui neste universo incerto.

Curadoria: Cristina Suzuki

 

Exposição:

 

"Errantes" de Eduardo Nunesaes

Abertura - 22 de fevereiro - 19 horas

 

23.02 a 31.03.2010

2ª a 6ª - 13 às 19h - sábado - 9h30 às 13h


25 de fevereiro (quinta-feira) 18 às 21h

 

Lançamento do livro "Vagamundo" de Zhô Bertholini

Bertholini é poeta e artista gráfico, natural de Santo André, SP, cidade onde, desde os anos 70, participa de movimentos culturais, atuando também como editora, ao lado de Jurema Barreto de Souza, da revista listerária A Cigarra. Sobre o poeta, diz Tarso de Melo, no posfácio: "Zhô Bertholini não cabe num livro. Não cai bem o paletó do maço-de-folhas-preso-entre-capas a alguém que sai à rua caçando metáforas, fisgando rimas, desvendando os lugares em que ainda respiram a vida e a poesia – ou a poesia-vida ou a vida-poesia ou a poe(vida)sia, já que é esta a muamba que Zhô trafica. (...).


 


MARÇO


03 de março (quarta-feira) 19h 

Sessão Solene na Câmara Municipal de Santo André, em comemoração aos 18 anos da Livraria. Aberta ao público.


06 de março (quarta-feira) 18 às 21h


Reabertura do projeto Construindo Leitores – Trata-se de uma atividade iniciada no ano passado, idealizada por Penélope Martins, poeta, Suca Moraes e Cristina Suzuki, artistas visuais que visa a valorização do livro e a formação de leitores. Nesta apresentação especial haverá contação de histórias pela professora e artista visual Suca Moraes e muita diversão, para crianças a partir de 7 anos. As crianças assistidas pela instituição Casa do Jardim, de Santo André, serão os convidados especiais nesse dia, mas o evento é aberto ao público interessado. Construindo Leitores é um projeto mensal que ocorre todo o primeiro sábado do mês, nesse mesmo horário.

 

10 de março (quarta) 15h

cineclube

 


Reabertura das atividades do Cineclube Alpharrabio. Tema do mês de março: Mulher no Cinema - Marlene Dietrich

 

O Anjo Azul 

 

1930, 100m. 

Direção: Josef von Sternberg

Roteiro:Carl Zuckmayer, Karl Vollmöller, Heinrich Mann e 
Robert Liebmann, baseado em livro de Heinrich Mann

Atores: Emil Jannings , Marlene Dietrich , Kurt Gerron , Rosa Valetti , Hans Albers

 


Sinopse: Cartões postais que mostram uma sensual cantora de cabaré (Marlene Dietrich) , que se apresenta no "O Anjo Azul", um clube local. Naquela noite, pensando em pegar alguns dos seus estudantes, Rath vai para o cabaré, mas é envolvido pela selvagem atmosfera quando a sedutora Lola Lola entra em cena como uma vamp, usando meias compridas, cinta liga, salto alto, um colete e uma cartola, que cobria parcialmente seus cabelos louros. Após a apresentação, Rath descobre onde é o camarim de Lola e imediatamente se encanta com ela. Mais tarde ela canta para ele, que bebe champanhe e no dia seguinte acorda embaraçado na cama de Lola. Rapidamente veste suas roupas antiquadas e vai para a escola. Sabendo como Rath tinha passado a noite, seus alunos fazem caricaturas obscenas e desenhos maliciosos no quadro-negro. Immanuel se choca com o que vê, pois os estudantes zombam dele, e quando o diretor do colégio fica sabendo da indiscrição de Immanuel o despede. Rath regressa para o clube e busca a compaixão de Lola, que fica fascinada pelo seu jeito elegante e também pelo dinheiro. Lola o conforta e rapidamente o convence a se casar com ela. As núpcias não garantiram a felicidade de Rath e logo ele se torna um criado de Lola, viajando com a companhia de artistas e vendendo fotos sensuais de sua mulher para clientes. No entanto humilhações muitos piores esperam por ele.

Atenção: O cineclube Alpharrabio coordenado pelo prof. Edmundo Epífanio Dias não é uma sala de cinema, trata-se de reuniões de apreciadores da 7ª arte nas quais nossos convidados são estimulados a ver, debater e refletir sobre o cinema. 

entrada franca


15 de março (segunda-feira) 18h30

 

Conversa de livraria, com o fotógrafo Pedro Martinelli, seguida de autógrafos de seus livros "Mulheres da Amazonia" e "Gente x Mato", fotografias, ambos publicados pela editora Jaraqui.

 


Pedro José Martinelli
é fotógrafo independente desde 1994 tendo inúmeras reportagens publicadas nos principais periódicos do país.

Dedica-se à documentação fotográfica da Amazônia desde 1970, registrando o primeiro encontro dos índios Panará com o homem branco.

Sua trajetória profissional: A Gazeta Esportiva, sucursal de Santo André-SP(1967). Diário do Grande ABC em Santo André-SP(1968-1970). O Globo(1970-1975). Palácio do Governo(1975-1976).É fotógrafo e editor de fotografia da revista Veja (1976-1983) e diretor de serviços fotográficos no conjunto de revistas da Editora Abril (1983-1994). Participa de importantes exposições coletivas, entre as quais S.P. 76 (Museu de Arte São Paulo, 1976); I Trienal de Fotografia (Museu de Arte Moderna, São Paulo, 1980); Centro Cultural São Paulo (1985); 100 Anos de Avenida Paulista, (MASP, 1991); I e II Bienal Internacional de Fotografia de Curitiba (1996 e 1998). Recebe Bolsa da Fundação Vitae (1996). Prêmio Esso de Jornalismo na categoria Informação Científica, Tecnológica e Ecológica (1996) e diversos Prêmios Abril de Jornalismo. Em 1997 é Indicado para o Prêmio Estadão Cultural.

Publica os livros Casas Paulistanas (São Paulo, 1998), Panará a Volta dos Índios Gigantes (com exposição individual no SESC Pompéia, São Paulo, 1998), o livro Amazônia o Povo das Águas (com exposição individual no Museu de Imagem e do Som, São Paulo, 2000) , O livro Mulheres da Amazônia (com exposição no Museu da Casa Brasileira, São Paulo 2004) e o livro Gente X Mato, São Paulo 2008.

 

17 de março (quarta) 15h

cineclube

 


 

Pavor nos Bastidores
(110m)

Direção de Alfred Hitchcock
Atores:

Jane Wyman, Marlene Dietrich, Michael Wilding, Richard Todd, Kay Walsh, Alastair Sim, Sybil Thorndike, Miles Malleson, Hector MacGregor, Joyce Grenfell 

 


No mundo de Alfred Hitchcock, os teatros são bem mais perigosos do que aparentam, os personagens nunca são o que parecem ser e a última cortina pode cair a qualquer momento. A trama de Pavor nos Bastidores nasce dessa perversa tradição. Jane Wyman interpreta a estudante de teatro Eve Gill, que tenta inocentar um amigo (Richard Todd) acusado injustamente de assassinato se tornando assistente da estrela dos palcos Charlotte Inwood (Marlene Dietrich). Filmado na Inglaterra, Hitchcock faz uma feliz combinação de humor e policial e escala um elenco de primeira (Alastair Sim, Sybil Thorndike, Joyce Grenfell, Kay Walsh e sua filha, Patricia Hitchcock) em seus devidos lugares. Ninguém transforma um teatro em um palco de morte e suspense como Hitchcock e Pavor nos Bastidores prova isso.

 

Atenção: O cineclube Alpharrabio coordenado pelo prof. Edmundo Epífanio Dias não é uma sala de cinema, trata-se de reuniões de apreciadores da 7ª arte nas quais nossos convidados são estimulados a ver, debater e refletir sobre o cinema. 

entrada franca

 

29 de março (segunda-feira) 19h 

Reunião do Fórum Permanente de Debates Culturais do Grande ABC, O Fórum é composto por um grupo de pessoas interessadas em criar um processo participativo e crítico das políticas públicas da cultura e da ação cultural na região do Grande ABC, bem como integrar ações regionais. Esse grupo vem se reunindo nas dependências da Livraria Alpharrabio, desde novembro de 2007.

 


31 de março (quarta-feira) 19 às 21h30

Encerramento da programação de aniversário com o lançamento da coleção de postais artísticos (18 postais) assinados por Constança Lucas, Fátima Roque, Carlos Ribeiro, Cristina Suzuki; Eduardo Nunes, Carlos Lotto, Hugo Gallet, Rafael Lucena, Júlio César, Mai Fujimoto, Milton Mota, Odirlei (Sapo - Ducontra), Penélope Martins; Roberto Lenhart; Rubens Pontes; Saulo di Tarso; Suca Moraes; Zeca del Bueno. Coleção sob a coordenação de Cristina Suzuki.

 

Apoio: www.bartigraf.com.br
Tel.: (11) 4393.2911



 horário de funcionamento

de segunda/sexta, das 13 às 19h

sábado, das 9h30 às 13h

 

ATENÇÃO

Nosso endereço:
 Rua Eduardo Monteiro, 151 - Jd. Bela Vista
Santo André - SP - Brasil

Fone: (11) 4438.4358 - e-mail: alpharrabio@alpharrabio.com.br

www.alpharrabio.com.br

 

Visite a Livraria e o Café Alpharrabio

Índice | Livraria | Editora | Centro Cultural | Abecês | Mapa do Site | Envie o seu comentário